Eu sinto muito. Sinto pelo meio mundo que enxergamos. Sinto por você ter confundido o seu amor. O seu próprio amor.

Sinto pela minha confiança. Sinto muito por não ter nos entendido. Sinto por você, por mim.

Sinto por você ter entendido tudo errado e eu por não ter conseguido me explicar. Sinto por você nunca ter me pertencido. Sinto pelo meu celular quebrado e pela sua mania de voltar ao conhecido.

Não, não fiquei chateada porque você me tirou de um vídeo que aliás, não tive a menor curiosidade em ver, porque de verdade eu não queria mais sorrir. E sabendo que no dia da gravação deste vídeo, você alimentava a esperança de um outro amor. Eu sinto muito. Eu sinto por você não ter me esperado.

Eu sinto muito por nós, por você, por mim, por ela.

Mesmo sonhando com você quando durmo ainda, não te encontro mais no histórico de buscas das redes sociais e não visito mais lugares que não existem.

Não, não quero brigar, só dizer que sinto muito. Por que onde quer que esteja e viaje e ache que estará com alguém, terá uma única companhia: a sua. Desejo que você se ame e se aceite. E se encontre e reencontre. E que tenha tudo o que conhece como: felicidade.

Mesmo. Obrigada pela companhia dos últimos meses.

Comment