O amor virou qualquer nota na busca desesperada por alguém.

E de tanto procurar, vasculhar, ponderar, escolher, se entregar, fugir, encarar,se envergonhar, experimentar, perceber, enjoar, se apaixonar, amar, não ligar no dia seguinte e não receber nenhuma ligação no dia seguinte, ela acabou que ficou só.

E foi assim que preferiu. Foi uma escolha. Não do coração, mas dela. 
E está tudo bem.
Porque ela simplesmente ama quem passa por ali. E amar pra ela é simples, ele mora nela. É chegar e ela amar.

E com esse amor, ela permitiu que todos partissem e que voassem pra continuarem a busca do que já possuem - dentro deles – mas não sabem.

Ela vem trabalhando o desapego e cada vez mais sabe que tá aprendendo e que é libertador deixar as pessoas irem! E lembra de quando compartilhava a vida e o amor e que também era bom e agradece pelos amores que foram e os amigos que ficaram que chegaram. O amor se transforma. Uma vez que você amou alguém, nunca deixará de amá-lo.

Ela se emociona com tudo de bom que já viveu, com o coração cheio de gratidão por todas as pessoas que passaram pela vida dela.

E ela fica feliz quando alguém encontra alguém. Que seja a alma gêmea, a tampa da panela, um namoro apaixonado ou aqueles dois na mesma sintônia na mesma busca e de repente viram a esquina de uma festa desconhecida e pá! 

Outro dia mesmo ela ouviu de um cara cuja a tal cerveja ou café nunca rolaram, por conta dos #dates #meetings e #crushs deles. 

E recebe dele um Oi! no whatsaap. E ela Oi!

E ele escreveu cheio de si: 

Então... deixa eu te contar que nesse tempo, eu encontrei alguém e acho que vou investir.

(na hora ela pensou: em investimento da bolsa, CDB, poupança, mas segundos depois caiu a ficha) 

E escreveu com sinceridade e entusiasmo: Poxa que legal! Acho íncrível você ter encontrado alguém. Investe mesmo. Quanto mais gente amando no mundo, melhor ele será! 

E veio a resposta:

É... mas isso não me impede de conhecer outras pessoas e até fazer uma sacanagem a três. Porque não há amor que resista, sem uma boa dose de sacanagem... 

E ela resolveu ir terminar o jantar das crianças, trocar lâmpada queimada da sala, enquanto pensava sobre o Caminho de Santiago que fará em breve.

 

 

 

 

Comment