Entrei em duas faculdades, mas não terminei nenhuma. Me formei em artes cênicas. Tive a profissão que sempre sonhei. Fiz peças lindas de teatro, toquei o coração das pessoas dizendo textos de amor, fiz novela, publicidade, festa infantil e conheci todos os teatros de todas as capitais do Brasil. Fui vendedora de shopping e babá. Saí de casa aos 18. Cheguei em São Paulo aos 21. Mudei de casa 16 vezes. Tive 3 casamentos lindos. Dos 30 aos 38 nasceram meus três filhos saudáveis.

Renasci 3 vezes, não pelos casamentos - porque nunca morri por alguém - mas em dois partos complicados e numa apêndicite suporada que levou junto uma trompa e um ovário. 

Encontrei minha alma gêmea no Tinder, mas ela não me encontrou. 

Saí de todos os aplicativos que te prometem o amor.

E encontro na vida, a minha razão de ser e de estar.

Me apaixonei e vivi todas as paixões que eu quis. Se apaixonaram por mim e estive ali pra dizer – as vezes não com palavras, eu sei –  que não era eu, que não me esperasse. 

Já comprei apartamento e ele não me fez mais feliz. Já fali algumas vezes e vivo na prosperidade do amor, sempre. 

Aprendo todos os dias a viver a vida prática, que me mata com tanta burocrácia que deveria vir da palavra “burrice”, não é possível. 

Sonho em escrever meu livro.  

Sonho em andar de balão na Capadócia com os meus 3 filhos. 

Sonho em não ter que escolher todo mês as contas que vou pagar. 

Mas fato é que:  

Não tenho mais tempo para joguinhos de sedução.  

Não tenho mais tempo pra ciúmes.

Pra projetos megalomaníacos. 

Não tenho mais tempo pra gente sem tempo.

E para únicas verdades.

Só tenho tempo pra amar e pra compartilhar. 

Já contei a minha história presencialmente para quase 2 mil pessoas. Já ajudei objetivamente mais de 300. Já inspirei mais de 41 mil. 

Aprendi a dizer “não” para quem eu amo. 

Tenho amigos que valem ouro, que não me deixam só.  Que me entendem, que pagam a minha luz quando preciso e acendem o meu amor todos os dias. 

Sigo aprendendo que quando os anjos confabulam, todo encontro é possível. 

Sigo, na certeza do amor e de amar.

Comment