Era uma vez a Elaine Mour, uma mulher guerreira e consciente da sua luta. Ela tem câncer. E foi ajudada pela Helena Ferra,
e pela Cris Toled, na A Jornada de Renata Quintell a fazer um exame decisivo para o seu tratamento em 2013.
Há pouco tempo, ela me pediu ajuda pra ajudar a Daniela, que é de Maceió e está em tratamento aqui em São Paulo, com a mesma doença que ela. E eu pedi ajuda pra Carina Pereira Coelh que está ao meu lado ajudando nessas jornadas de lutas e aprendizados. Carina é um anjo de Deus e desde sempre esteve ao lado desses guerreiros amenizando os caminhos e acalentando as dores. 

Então chegou a hora de ajudar a Dani. E com um exército cada vez maior de Arcanjos, Carina falou com o Adiel, que se disponibilizou a levar a Dani às 7h00 da manhã, 3 vezes por semana de OSASCO (onde ela estava hospedada na casa de familiares) ao ICESP em Pinheiros para receber a quimio e a rádioterapia. Enquanto com a ajuda da Ticha Godo estávamos procurando quem poderia levar a Dani de volta à Osasco nesses três dias depois do tratamento, porque ela voltava de ônibus, metrô e trem passando muito mal, os médicos deram uma semana de alta pra ela ficar perto de família.

E lá fomos nós atrás de milhas para Dani ir e voltar de Maceió. Muitas muitas pessoas quiseram nos ajudar, mas o Henrique Alves Prate e a Ana Paula foram os primeiros a se manifestarem e com a “força” da Carina, as passagens foram emitidas em horas.

E eu num dia surreal de aprendizados pra mim onde tudo aconteceu, recebo uma mensagem da linda Tati Pint: Tenho um apartamento fechado ao lado do metrô Vila Madalena e gostaria de ajudar a Dani. (o apartamento fica a duas estações de metrô clínicas, onde está o ICESP)

Elaine, Carina e eu choramos de felicidade e gratidão!

Ontem, Dani se instalou no apartamento da Tati, ganhou uma novos amigos e o carinho e mantimentos da Carina e do seu amor e meu querido Marco Coelh.

E é assim, que a vida segue tendo sentido para todos nós! 
Junte-se a nós. 
Esses lindos: Carina e Marco, no apartamento com as compras e toda a minha reverência:


Comment